CANARINA:

Principal

Quem somos?

Testemunhos

Perguntas

Contato

Jornais

O mundo

DEMOS

Clientes

Preço

Catálogo

 

DESCAR:

DESCAR

Aplicações

Vantagens

Importar

Algoritmos

Dados I

Dados II

Funções

Gráfico I

Gráfico II

Google maps

Termoclina

Media

SIG

3D e 2D

 

Wikipedia:

Pol. I

Pol. II

Pol. III

Pol. IV

Pol. V

Pol. VI

Pol. VII

Pol. VIII

Pol. IX

Pol. X

Pol. XI

 

Poluição VII · poluição das águas e consequencias

                                      

Aplicações 3: poluição nas águas e Hg · poluição águas superficiais · poluição das águas fluviais · tipos de poluição marinha · poluição nas águas · poluição das águas subterrâneas · poluição águas consequencias · poluição das águas dos rios


Pré tratamento


No primeiro conjunto de tratamentos, designado por pré-tratamento ou tratamento preliminar, o esgoto é sujeito aos processos de separação dos sólidos mais grosseiros tais como a gradagem (no Brasil, chamado de gradeamento) que pode ser composto por grades grosseiras, grades finas e/ou peneiras rotativas, o desarenamento nas caixas de areia e o desengorduramento nas chamadas caixas de gordura ou em pré-decantadores. Nesta fase, o esgoto é, desta forma, preparado para as fases de tratamento subsequentes, podendo ser sujeito a um pré-arejamento e a uma equalização tanto de caudais como de cargas poluentes ou resíduos.
Tratamento primário

Apesar do esgoto apresentar um aspecto ligeiramente mais razoável após a fase de pré-tratamento, possui ainda praticamente inalteradas as suas características poluidoras. Segue-se, pois, o tratamento propriamente dito. A primeira fase de tratamento é designada por tratamento primário, onde a matéria poluente é separada da água por sedimentação nos sedimentadores primários. Este processo exclusivamente de ação física pode, em alguns casos, ser ajudado pela adição de agentes químicos que através de uma coagulação/floculação possibilitam a obtenção de flocos de matéria poluente de maiores dimensões e assim mais facilmente decantáveis.

Após o tratamento primário, a matéria poluente que permanece na água é de reduzidas dimensões, normalmente constituída por colóides, não sendo por isso passível de ser removida por processos exclusivamente físico-químicos. A eficiência de um tratamento primário pode chegar a 60% ou mais dependendo do tipo de tratamento e da operação da ETE.
Tratamento secundário

Segue-se, pois, o chamado processo de tratamento secundário, geralmente consistindo num processo biológico, do tipo lodo ativado ou do tipo filtro biológico, onde a matéria orgânica (poluente) é consumida por microorganismos nos chamados reatores biológicos. Estes reatores são normalmente constituídos por tanques com grande quantidade de microorganismos aeróbios, havendo por isso a necessidade de promover o seu arejamento. O esgoto saído do reator biológico contem uma grande quantidade de microorganismos, sendo muito reduzida a matéria orgânica remanescente. A eficiência de um tratamento secundário pode chegar a 95% ou mais dependendo da operação da ETE. Os microorganismos sofrem posteriormente um processo de sedimentação nos designados sedimentadores (decantadores) secundários.

Finalizado o tratamento secundário, as águas residuais tratadas apresentam um reduzido nível de poluição por matéria orgânica, podendo na maioria dos casos, serem despejadas no meio ambiente receptor.
Tratamento terciário

Normalmente antes do lançamento final no corpo receptor, é necessário proceder à desinfecção das águas residuais tratadas para a remoção dos organismos patogênicos ou, em casos especiais, à remoção de determinados nutrientes, como o nitrogênio (azoto) e o fósforo, que podem potenciar, isoladamente e/ou em conjunto, a eutrofização das águas receptoras.
Remoção de nutrientes

 

 

 

 

 

           (ar)                (ruído)           (electromagnetica)

 

 

 

poluição das águas e consequencias

 

                                                

Canarina Software Ambiental

Software para empresas de consultoria ambiental

Santa Cruz de Tenerife, Ilhas Canárias, Espanha

e-mail: contato

 

  

European Union · network on Pollution

Member of MAPO: European network on Marine Pollution

 

 

       

     português:

 

castellano:     italiano:     

 

 français:   deutsch:     

 

english:  

 

castellano: DIS CUS DES  RAD   english: DIS CUS DES RAD  

 

deutsch: DIS CUS  DES  RAD   português: DIS CUS  RAD  

 

italiano:   DIS CUS  DES RAD français:  DIS CUS DES RAD