CANARINA:

Principal

Quem somos?

Testemunhos

Perguntas

Contato

Jornais

O mundo

DEMOS

Clientes

Preço

Catálogo

 

DISPER:

DISPER

Aplicações

Vantagens

Dados I

Dados II

Dados III

Dados IV

Dados V

Média

Funções

Algoritmos I

Algoritmos II

Algoritmos III

Gráficos I

Gráficos II

Poluentes I

Poluentes II

Poluentes III

O Ar I

O Ar II

O Ar III

Topografia

Modelos e SIG

Importar

Google maps

3D e 2D

Odor

Tochas

 

O Ar II · software · monitoramento ambiental

                                      

Aplicações 1: poluição atmosférica · contaminação atmosférica · projetos engenharia · legislação ambiental · preservação ambiental · economia ambiental · engenharia ambiental · consultoria ambiental · manejo ambiental

 

Causas

A nível nacional destacam-se, pelas suas emissões, as Unidades Industriais e de Produção de Energia como a geração de energia elétrica, as refinarias, fábricas de pasta de papel, siderúrgicas, cimenteiras e indústria química e de adubos. A utilização de combustíveis para a produção de energia é responsável pela maior parte das emissões de SOx e CO2 contribuindo, ainda, de forma significativa para as emissões de CO e NOx. O uso de solventes em colas, tintas, produtos de proteção de superfícies, aerosóis, limpeza de metais e lavanderias é responsável pela emissão de quantidades apreciáveis de Compostos Orgânicos Voláteis.

 

Existem outras fontes poluidoras que, em certas condições, se pode revelar importantes, tais como:

A queima de resíduos urbanos, industriais, agrícolas e florestais, feita muitas vezes, em situações incontroladas. A queima de resíduos de explosivos, resinas, tintas, plásticos, pneus é responsável pela emissão de compostos perigosos

Os fogos florestais são, nos últimos anos, responsáveis por emissões significativas de CO2;

O uso de fertilizantes e o excesso de concentração agropecuária, são os principais contribuintes para as emissões de metano, amoníaco e N2O;

As indústrias de minerais não metálicos, a siderurgia, as pedreiras e áreas em construção, são fontes importantes de emissões de partículas.

Fontes Móveis.

As fontes móveis, sobretudo os transportes rodoviários, são uma fonte importante de poluentes, essencialmente devido às emissões dos gases de escape, mas também como resultado da evaporação de combustíveis. São os principais emissores de NOx e CO, importantes emissores de CO2 e de COV, além de serem responsáveis pela emissão de poluentes específicos como o chumbo.

 

Conseqüências

O aumento da temperatura global e conseqüentes incêndios, derretimento da calota polar e conseqüentes enchentes, alagamentos, mudança de clima e desertificação.

 

Acidificação

Poluentes como o NOx é o principal responsável pelo problema da acidificação. Em contato com a água transformam-se em ácidos sulfúrico e nítrico, os quais dissolvidos na chuva e na neve atingem o solo sob a forma de sulfatos (SO42-), nitratos (NO3-) e ions de Hidrogênio (H+) - deposição húmida. No entanto o SO2 e os NOx podem ser depositados diretamente no solo ou nas folhas das plantas como gases ou associados a poeiras - deposição seca. A acidez é dada pela concentração de (H+) liberados pelos ácidos e é normalmente indicada pelos valores de pH.

 

Efeito Estufa

A temperatura da troposfera é pouco afetada pela radiação solar direta, a que é relativamente transparente, aquecendo sobretudo como resultado da absorção das radiações de grande comprimento de onda emitidas pela superfície terrestre. A absorção da radiação terrestre é efetuada por diversos compostos de que se salienta o CO2 mas também o CH4, Ozônio, N2O e os CFC. Estes funcionam assim como os vidros de uma estufa, deixando passar a radiação solar que aquece o solo e retendo a radiação terrestre. É por esta razão que o acréscimo na concentração destes poluentes poderá ter como reflexo o aumento da temperatura do ar. O aumento da temperatura do globo terá como consequências prováveis o aumento das áreas desérticas bem como o degelo das calotes polares com a conseqüente subida do nível das águas dos oceanos.

Registraram-se nos últimos anos aumentos da concentração atmosférica de CO2, numa amplitude que ultrapassa as oscilações do último milhar de anos e de que as principais causas serão o aumento de uso de combustíveis fósseis e a deflorestação.

 

O reconhecimento por parte da Comunidade Internacional, da grande importância da estabilização dos gases com efeito de estufa a níveis que não afetem o sistema climático global, levou à adopção da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as alterações climáticas, que entrou em vigor a 21 de Março de 1994.

(Wikipedia)

Mapa das concentrações de monóxido de carbono (CO) a 30 metros acima do terreno para uma estrada, 300 veículos em uma hora, com um vento de 5 m/s na direção E.

 

 

Mapa do monóxido de carbono (CO) a 30 metros acima do nível do solo por três lareiras em Arcview.

 

                 (ruído)          (marinha)       (electromagnetica)

 

monitoramento ambiental

 

                                                

Canarina Software Ambiental

Software para empresas de consultoria ambiental

Santa Cruz de Tenerife, Ilhas Canárias, Espanha

e-mail: contato

 

  

European Union · network on Pollution

Member of MAPO: European network on Marine Pollution

 

 

 

         

 

     português:  

 

castellano:     italiano:     

 

 français:   deutsch:     

 

english:  

 

castellano: DIS CUS DES  RAD   english: DIS CUS DES RAD  

 

deutsch: DIS CUS  DES  RAD   português:  CUS DES RAD  

 

 italiano:   DIS CUS  DES RAD français:  DIS CUS DES RAD